Seguir por email

"O fim do Direito é a paz; o meio de atingi-lo, a luta. O Direito não é uma simples idéia, é força viva. Por isso a justiça sustenta, em uma das mãos, a balança, com que pesa o Direito, enquanto na outra segura a espada, por meio da qual se defende. A espada sem a balança é a força bruta, a balança sem a espada é a impotência do Direito. Uma completa a outra. O verdadeiro Estado de Direito só pode existir quando a justiça bradir a espada com a mesma habilidade com que manipula a balança."

-- Rudolf Von Ihering

Frases, poemas e mensagens no
http://pensador.uol.com.br


IDIOMA DESEJADO.

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

quinta-feira, 31 de julho de 2014

LIVRO: OS ESCRAVOS SOCIAIS E OS CAPITÃES DO MATO - CHACINA DE VIGÁRIO GE...





Sérgio Cerqueira Borges – AUTOR.

terça-feira, 29 de julho de 2014

NESTE CARA EU CONFIO - UM HOMEM HONESTO, HONRADO, ATLETA: Candidato a Deputado Federal Rommel Cardozo 7070.

Rommel Cardozo 7070

Cargo em disputa: Deputado Federal
Rio de Janeiro
PTdoB / RJ
Rommel Cardozo
Rommel Cardozo é candidato a Deputado Federal pelo Rio de Janeiro pelo Partido Trabalhista do Brasil.

Dados de Rommel Cardozo

Nome: Rommel Cardozo
Idade: 49 anos (10/06/1965)
Naturalidade: Rj-Rio De Janeiro
Estado Civil: Solteiro(a)
Ocupação: Empresário
Escolaridade: Superior incompleto

Candidato a Deputado Federal Rommel Cardozo 7070

Número: 7070
Nome para urna: Rommel Cardozo
Cargo a que concorre: Deputado Federal
Estado: Rio de Janeiro
Partido: Partido Trabalhista do Brasil
Coligação: PT do B
Rommel Cardozo é presidente do O Rio pela Paz

"...Claro, muitos de nós também fomos criados sem uma educação escolar que nos levasse à reflexão, e nem por isso nos tornamos criminosos. A Educação não é papel exclusivo da escola, a família é a base. Os milhares que estão atrás das grades hoje escolheram seguir por este caminho precisam pagar pelo que cometeram, mas não devemos perder as esperanças: se eles aprendessem a pensar mais sobre o que fariam, vissem de perto as consequências e as punições sendo devidamente aplicadas pelo sistema, muitos não estariam ali.
Acredito que só fazemos o que aprendemos um dia. E, mais do que ensinar fórmulas complicadas (claro, fazem parte do currículo educacional), as instituições precisam levar ao debate as atitudes do dia a dia. Afinal de contas, o cidadão não nasce pronto, ele é construído, treinado. Então, que nossos filhos sejam treinados para o bem.>>"



Esse é o meu agradecimento aos meus 25 anos de arte 

suave.





Opinião de Rommel Cardozo na 94FM




CAMPEÃO DE SIMPATIA E HUMILDADE QUE SÓ O ESPORTE PODERIA MOLDAR SEU CARÁTER. Professor de Jiu-jitsu, empresário, político, fundador do movimento, O Rio pela Paz. Sempre lutando por um Rio melhor, POR UM ESTADO MELHOR!!!







A hora é essa!!!





Rio pela Paz mobiliza eleitores para conferência de votos


06/05 às 18h52 - Atualizada em 06/05 às 18h58


O movimento Rio pela Paz está organizando em todo o Estado, e já conta com mais de 1.500 adeptos, uma mobilização de eleitores que pedirão para conferir no TRE se os seus votos foram realmente computados nas urnas desta próxima eleição. A ideia é chegar aos 5.000.

"Não duvidamos da veracidade das urnas, mas já que existe a obrigação de sairmos de nossas casas num domingo e votar, o mínimo que temos o direito é conferir se nossos votos foram computados", afirma o presidente do Rio pela Paz, Rommel Cardozo.

Segundo Rommel, a ideia está crescendo mesmo sem divulgação. "Ao longo desses anos de trabalho, estamos descobrindo que muita gente quer praticar a cidadania escolhendo seus representantes, mas acredita que o processo de contabilização dos votos é muito restrito à uma parcela mínima da população", enfatiza.

"Em tempos de comunicação gratuita em vídeo na tela do celular, a transmissão em vídeo da contabilização ou a impressão do voto são o mínimo que elas querem, afinal de contas, dali saem os administradores de verbas em montantes inimagináveis a um cidadão comum", finaliza Rommel.




Rommel Cardoso
Dono do melhor bar do Rio de Janeiro, o Bar do Oswaldo, reconhecido mundialmente por suas batidas saborosas, Rommel é exemplo, hoje mesmo abriu os trabalhos do ano letivo subindo a Pedra da Gávea, boa professor!!!!
Faixa preta reconhecido de Jiu-jitsu, um dos líderes da Gordo Jiu-jitsu,faixa preta em Muay Thai e um ativista ferrenho nas questões do bem.
Rommel é um cara bacana!!!


sexta-feira, 11 de julho de 2014

Brasil conquista cinco medalhas na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica Este foi o melhor desempenho do país na competição.



POR O GLOBO
06/08/2013 16:31 / ATUALIZADO 06/08/2013 16:49

Os premiados. Da esquerda para a direita: Daniel, Fábio, Larissa, Luís Fernando e Allan - Divulgação

RIO - A equipe brasileira conquistou duas medalhas de prata e três de bronze na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica (IOAA, na sigla em inglês), disputada em Vólos, na Grécia. Este foi o melhor desempenho do país na competição, que terminou neste domingo (4).



VEJA TAMBÉM



Os medalhistas de prata foram Daniel Mitsutani (São Paulo) e Luís Fernando Valle (Guarulhos). E os bronzes ficaram com Fábio Kenji Arai (São Paulo), Allan dos Santos Costa (Bauru) e Larissa Fernandes de Aquino (Recife). Os líderes foram os professores Eugênio Reis (Museu de Astronomia e Ciências Afins, MAST) e Gustavo Rojas (Universidade Federal de São Carlos, UFSCar).

Fábio, Larissa e Luís Fernando já são veteranos em torneios de conhecimento no exterior. Na Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica (OLAA), do ano passado, na Colômbia, as duas estudantes foram prata. Já Arai levou a menção honrosa na última IOAA, sediada no Brasil, em 2012.

Antes de embarcarem para a Grécia, os estudantes tiveram dois treinamentos intensivos com professores e astrônomos na cidade de Passa Quatro (MG). O programa foi dividido em grupos de estudos, oficinas de atividades e observação do céu noturno, com instrumentos e de maneira panorâmica, a olho nu. A equipe aprendeu a fazer análises de dados astronômicos e lidar com ferramentas estatísticas, como, por exemplo, média, desvio padrão, média ponderada e propagação de erros, além de trigonometria esférica.

Os jovens também contaram com um planetário móvel cedido pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), para que se familiarizassem com as constelações do Hemisfério Norte, por meio de projeção. Também aprenderam a montar e a manusear um telescópio equatorial do mesmo modelo que teriam que lidar na Grécia e fizeram simulados das provas, incluindo as das competições passadas e tiveram lições de ciências espaciais.

Segundo o professor João Canalle, coordenador nacional da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), o resultado vem da soma dos esforços dos alunos participantes e dos professores que contribuíram para oferecer treinamento e incentivo aos jovens.

- As medalhas também mostram nossa evolução em eventos de conhecimento no exterior e a necessidade de mais investimentos na educação para que o país possa se destacar cada vez mais no campo científico - disse.

Canalle também chama atenção sobre como a iniciativa motiva os estudantes a despertarem o interesse pela astronomia.

- Nossa área é muito carente de profissionais especializados e dispomos de pouquíssimos professores formados. As olimpíadas científicas surgem com o objetivo de atrair não só os jovens, mas também os futuros mestres em astrofísica - explica.