Seguir por email

"O fim do Direito é a paz; o meio de atingi-lo, a luta. O Direito não é uma simples idéia, é força viva. Por isso a justiça sustenta, em uma das mãos, a balança, com que pesa o Direito, enquanto na outra segura a espada, por meio da qual se defende. A espada sem a balança é a força bruta, a balança sem a espada é a impotência do Direito. Uma completa a outra. O verdadeiro Estado de Direito só pode existir quando a justiça bradir a espada com a mesma habilidade com que manipula a balança."

-- Rudolf Von Ihering

Frases, poemas e mensagens no
http://pensador.uol.com.br


IDIOMA DESEJADO.

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

sábado, 31 de março de 2012

MORRE JOVEM UCRANIANA DE 18 ANOS VÍTIMA DE ESTUPRO COLETIVO.


Oksana Makar é socorrida em hospital de Mykolayiv, no sul da Ucrânia, em 16 de março
Uma ucraniana de 18 anos morreu nesta quinta-feira (29) quase três semanas depois de ter sido estuprada por três homens, em um ataque que se tornou um dos maiores crimes do país nos últimos anos.

Oksana Makar foi estuprada por três jovens, estrangulada, queimada viva e abandonada à morte em um ataque na cidade de Mykolayiv, no sul da Ucrânia, no dia 10 de março, segundo os promotores.

A vítima foi encontrada por uma pessoa que passava pelo local e a viu abandonada depois do ataque, supostamente em um canteiro de obras. Ela foi hospitalizada em estado crítico com 55% do corpo queimado, o que obrigou os médicos a amputarem os pés, um braço e uma perna da moça.

Oksana Makar morreu em decorrência dos ferimentos em um hospital especializado na cidade de Donetsk, ao leste, para onde foi levada após o resgate, informou a clínica à agência de notícias Interfax-Ukraine.



O coração dela parou de bater após uma hemorragia que começou nos pulmões, e ela morreu, apesar de três tentativas para ressuscitá-la, disse o médico-chefe do centro de queimaduras de Donetsk, Emil Fistal.

O crime causou uma comoção pública na Ucrânia, expondo a incompetência das autoridades responsáveis e a extensão dos problemas sociais em cidades industriais como Mykolayiv, que são atingidas por problemas com drogas e Aids.

Um dos agressores de Makar alugou o apartamento onde ela foi estuprada. Aparentemente, eles a estrangularam e a queimaram na tentativa de encobrir seus rastros.

O ataque desencadeou a indignação dos moradores locais e do grupo feminista Femen, que protestou de topless em frente à Promotoria Geral em Kiev.

"Morte aos sádicos!" e "Oksana, Vive!" bradavam as feministas depois de terem escalado o pórtico de entrada do prédio da Promotoria.

A revolta geral aumentou com um vídeo apresentado como sendo o interrogatório de um dos torturadores de Oksana Makar e difundido no Youtube.

Nele, é possível ver um jovem, com o rosto coberto, descrevendo o crime, no qual teria estrangulado Oksana com as mãos e, depois, com uma corda.

Ele dizia que a vítima tinha aceitado manter relações sexuais com seus agressores, e que depois ameaçou "denunciá-los à polícia" por estupro.

"Ela gritava (...) e eu a estuprei. Ela não se acalmou e decidi estrangulá-la", contou.

Acreditando que a jovem estivesse morta, seus agressores a jogaram em um canteiro. "Eu não queria queimar o corpo", disse ele, que alegou ter colocado fogo apenas em um pedaço de pano e jogado perto da vítima.

A imprensa ucraniana informou que os suspeitos são filhos de pais ricos com fortes relações com as autoridades do governo local.

Contudo, seus nomes ainda não foram oficialmente revelados.

Devido ao impacto do escândalo, os dois suspeitos voltaram a ser presos alguns dias depois de terem sido soltos e várias autoridades da polícia e da Promotoria local foram demitidas, segundo o Ministério do Interior.

Os supostos autores do crime podem ser condenados à prisão perpétua, pena mais severa da Ucrânia, disse a mesma fonte.



Fonte: Primeira Mão
Blog da Força Tática 



http://ftadecamocim.blogspot.com.br/2012/03/morre-jovem-ucraniana-de-18-anos-vitima.html

sexta-feira, 30 de março de 2012

16 anos das Mães da Sé.



"Tanto quanto doloroso perder um filho para a violência é não saber onde, como e com quem está esse filho.... 
"Tanto quanto doloroso perder um filho para a violência é não saber onde, como e com quem está esse filho....portanto essas famílias merecem todo nosso apoio, carinho e solidariedade" (Sandra Domingues)
 
 
Local: Catedral da Sé
Data: 31 de Março de 2012 (sábado)
Horário: 14:00h

Vestimenta sugerida: Camiseta branca
 
 
APOIO:
 
 
 
16 anos das Mães da Sé
Por mães da Sé
 
No dia 31 de Março de 2012, faz 16 anos que as Mães e Pais de filhos desaparecidos sentam-se à escadaria da Igreja da Sé mostrando as fotos dos seus filhos.

São 16 anos de luta, indignação, resiliência, revolta e constantes busca por respostas. 16 anos na busca de respostas dos âmbitos municipais, estaduais e federais. São 16 anos que muitos problemas já poderiam ser revolvidos! 16 anos de pura falta de vontade política! 16 anos de dormência (por falta de conhecimento!) da sociedade civil para o assunto!

Até quando seremos resignados?! Não estou me referindo à anarquia! Estou me referindo a nos unirmos em corrente e buscarmos nossos direitos como mães e pais de desaparecidos!

Amigos, convido a estarem conosco no dia 31/03/2012, às 14:00h, em frente à Catedral da Sé, no Centro de São Paulo-SP por um manifesto pelas Pessoas Desaparecidas do Brasil!

Participem!

Não se esqueçam!

Local: Catedral da Sé
Data: 31 de Março de 2012, sábado
Horário: 14:00h

Vestimenta sugerida: Camiseta branca
 
Integrantes do UDVV (União em Defesa das Vítimas de Violência) estarão presentes, prestando solidariedade a essas famílias, dilaceradas pela dor.
 
Ajudaremos no recolhimento das assinaturas do abaixo-assinado
 
 proposto pela Sandra Moreno, mãe de 
Ana Paula Moreno Germano
 
, desaparecida há 1 ano e 4 meses, que propõe um Projeto de Lei, com 1 milhão de assinaturas
 
, a serem entregues no Senado, para que as mães de desaparecidos tenham uma atenção maior e melhor do estado e que esse por sua vez tenha maior comprometimento com a causa, onde haja maior e melhor divulgação dos desaparecidos e empenho da polícia nas buscas, além do apoio pscicológico as famílias dos desaparecidos
.
 
 
 
Sandra Domingues
30/03/2012
 

POR EMAIL:
De:Sandra Domingues (sandra_domingues@terra.com.br) Enviada:sexta-feira, 30 de março de 2012 04:50:56

terça-feira, 27 de março de 2012

Pena de morte em 2011: Três coisas que você deve saber


Pena de morte e Prisioneiros e Pessoas em Situação de Risco , EUA | Enviado por: , 26 de março de 2012 às 8:00 pm

Tal como em anos anteriores, o relatório - Sentenças de Morte e Execução 2011 - mostra que o apoio para as execuções continuaram a diminuir, e que os EUA está na empresa errada, mas se movendo na direção certa. Há três takeaways principais deste relatório anos.pena de morte laçoTodos os anos por esta altura, a Amnistia Internacional lança sua pesquisa anual de pena capital em todo o mundo.
1. Globalmente, o uso da pena de morte manteve-se em declínio. No final de 2011 havia 140 países considerados abolicionistas na lei ou na prática (agora é 141 com a adição de Mongólia ), enquanto apenas 20 paíseseram conhecidos por ter colocado os prisioneiros até a morte. Somente no tumultuado Oriente Médio houve um aumento nas execuções.
2. O Estados Unidos  ficou em seu lugar duvidosamente ruim sobre esta questão fundamental dos direitos humanos. Os EUA eram o único país do hemisfério ocidental ou do G8 para matar seus prisioneiros, e foi responsável pelas execuções quinto mais conhecidos no mundo, atrás deChina , Irã , Arábia Saudita e Iraque . (Como um país independente, Texas teria classificado 7, entre a Coréia do Norte e na Somália, com seus 13 execuções em 2011.)
3. Por outro lado, havia sinais inequívocos de um entusiasmo substancialmente reduzida a pena de morte em os EUA Em março, Illinoisse tornar o estado 16 para abolir a pena de morte, e em novembro, o governador do Oregon declarou uma moratória sobre as execuções.Nationwide, as execuções eram ligeiramente para baixo (43 contra 46 em 2010), e sentenças de morte foram descida (78 em comparação a 104 em 2010 e 158 em 2001). A execução de Troy Davis , em setembro foi acompanhado por uma onda sem precedentes de oposição, e umapesquisa do instituto Gallup mostrou que o apoio à pena de morte em seu ponto mais baixo desde 1972.
Como os estados mais aproximar a linha de chegada da abolição pena de morte, e à medida que mais injustiças em casos de pena capitalestão expostas, essas tendências os EUA - que reflecte as tendências globais - são susceptíveis de continuar. Os EUA ainda podem estar na parte de trás do trem abolição, mas pelo menos ele está no caminho certo.
death_penalty_world_map


.
....................................................................................................................

The Death Penalty In 2011: Three Things You Should Know

Death PenaltyPrisoners and People at RiskUSA | Posted by: March 26, 2012 at 8:00 PM
noose death penaltyEvery year around this time, Amnesty International releases its annual survey of capital punishment worldwide.
As in previous years, the report –Death Sentences and Execution 2011 – shows that support for executions continued to diminish, and that the U.S. is in the wrong company but moving in the right direction. There are three main takeaways from this years report.
1. Globally, the use of the death penalty remained in decline.  At the end of 2011 there were 140 countries considered abolitionist in law or practice (it’s now 141 with the addition of Mongolia), while only 20 countries were known to have put prisoners to death.  Only in the tumultuous Middle East was there an increase in executions.
2. The United States stayed in its dubiously bad place on this fundamental human rights issue. The U.S. was the only country in the Western hemisphere or the G8 to kill its prisoners, and was responsible for the fifth most known executions in the world, behind China, Iran, Saudi Arabia and Iraq. (As an independent country, Texas would have ranked 7th, between North Korea and Somalia, with its 13 executions in 2011.)
3. On the other hand, there were unmistakable signs of a substantially reduced enthusiasm for the death penalty in the U.S. In March, Illinoisbecome the 16th state to abolish the death penalty, and in November,Oregon’s Governor declared a moratorium on executions.  Nationwide, executions were down slightly (43 compared to 46 in 2010), and death sentences were way down (78 compared to 104 in 2010 and 158 on 2001).  The execution of Troy Davis in September was accompanied by an unprecedented outpouring of opposition, and a Gallup poll showed support for the death penalty at its lowest ebb since 1972.
As more states approach the finish line of death penalty abolition, and as more injustices in capital casesare exposed,  these trends in the U.S. – mirroring global trends – are likely to continue.  The U.S. may still be at the back of the abolition train, but at least it’s on the right track.
death_penalty_world_map

Clique na imagem acima para ver maior

domingo, 18 de março de 2012

Agrônomo transforma telhados de prédios em canteiro de hortaliças

Que tal transformar o topo dos milhares de edifícios espalhados pelo Brasil em grandes canteiros de hortaliças? Essa é uma das metas do técnico agrícola e estudante de agronomia, Marcos Victorino, criador do projeto Plantando na Cidade. Com esse projeto, ele pretende provocar mudanças nos hábitos alimentares e trazer à tona a discussão sobre a qualidade dos alimentos que consumimos. Para aqueles que temem que a poluição de uma cidade como São Paulo possa afetar a qualidade do que é produzido nessas hortas, Victorino afirma que por ter um ciclo curto de produção, as plantas não ficam expostas por muito tempo. “O rabanete, por exemplo, pode ser consumido 25 dias depois do plantio”, diz. Para ele, a agricultura convencional sofre muito mais com o efeito dos defensivos pulverizados diretamente nas plantações.
“O alimento produzido nessas hortas urbanas é 90% melhor do que aquele que eu compro na feira”, opina. Além dos benefícios saudáveis para o consumidor final, o agrônomo também cita que o mercado de produção tem muito a ganhar com a técnica. “Em média 35% da produção se perde no transporte do campo para a cidade. Criando as hortas aqui, o preço dos alimentos vai diminuir. Vamos formar consumidores nos centros urbanos”. O processo é simples e o único pré-requisito é que o local garanta pelo menos quatro horas de exposição à luz solar.
O plantio sobre telhas garante a impermeabilização e a adaptação da horta a qualquer espaço ou altura, de maneira a facilitar o manuseio da terra por qualquer pessoa. O custo para instalação de um canteiro é baixo - uma telha de cerca de três metros custa em média R$ 150,00 e já existem conversas com a indústria para a produção de telhas adaptadas para o plantio. “É preciso quebrar o paradigma de que não é possível plantarem ambiente urbano”, diz Victorino.


Futuro

Victorino lembra que com o loteamento de terrenos para a construção de condomínios, muitas áreas rurais tornaram-se urbanas e por isso é necessário voltar as atenções para a agricultura urbana. “Temos a consciência de que o Brasil ainda tem área agrícola de sobra, mas hoje a produção está voltada muito mais para a geração de energia do que de alimentos e isso é um problema mundial”, ressalta. Hoje, o maior problema, segundo ele, é a falta de profissionais preparados para trabalhar com agricultura urbana. “A pesquisa agronômica sempre foi voltada para a produção agrícola”, diz ele que pretende, pretende tornar as praças de São Paulo em grandes jardins comestíveis, como já acontece em algumas cidades da Europa. “Isso depende apenas da visão do administrador público”, acredita.
A Faculdade Cantareira, mantenedora do projeto, agregou a idéia em seu curso de Agronomia e os professores de todas as disciplinas já estão integrando a agricultura urbana em suas aulas. No futuro, uma parceria entre a faculdade e o Ministério da Agricultura deve resultar no projeto São Paulo – Verde nas Alturas, que pretende instalar hortas no topo de todos os prédios da cidade. Em tempos de aquecimento global, as hortas suspensas podem ser uma grande aliada do clima das grandes cidades, já que elas podem diminuir o aquecimento das casas em dias muito quentes.

Fonte: www.jornalentreposto.com.br
 


 
Manual para Escolas


A Escola promovendo h‡bitos alimentares saud‡veis. 
Elaboração Clarissa Hoffman Irala, Patrícia Martins Fernandez 
Coordenação Elisabetta Recine Brasília, 2001 Universidade de Brasília - Campus Universitário Darcy Ribeiro - Faculdade de Ciências da Saúde Departamento de Nutrição - Asa Norte cep 70910-900 nut@unb.br escolasaudavel@ieg.com.br Todas as publicações e instrumentos do Projeto “A escola promovendo hábitos alimentares saudáveis’’ fazem parte do programa de parceria da FUNSAUDE/ Departamento de Nutrição com o Departamento de Política de Alimentação e Nutrição da Secretaria de Políticas de Saúde do Ministério da Saúde....



http://www.turminha.mpf.gov.br/para-o-professor/para-o-professor/publicacoes/Manual-da-horta.pdf




Saiba como fazer uma horta caseira reutilizando garrafa PET

Postado em 19/01/2011 às 11h50
Horta Caseira com PET (Imagem: minhacasaminhacara.com.br)
 
Com a facilidade das compras em supermercados e feiras livres, deixou-se de se cultivar hortaliças e temperos dentro de casa. Para voltar às origens e descobrir o prazer que este hobby pode nos proporcionar o CicloVivo, com informações do Engenheiro Agrônomo, Juscelino Nobuo Shiraki, dá a dica de como se construir uma horta caseira suspensa, reutilizando garrafas PET.
A ideia é reaproveitar materiais que iriam para o lixo para cultivar suas próprias hortaliças.  Além disso, a horta caseira é decorativa e deixar um aroma agradável no ambiente. O espaço pode ser pequeno, mas precisa ser ensolarado. Você pode aproveitar pequenos espaços em casa, como quintais ou varandas. É importante escolher as espécies certas para o espaço disponível em sua casa.
Material
- Tesoura; Alicate; Arame;
- Garrafa PET; Isopor; Manta Benji;
- Terra preparada; Hortaliças.
Métodos
Com auxílio da tesoura, faça furos grandes em cada uma das saliências do fundo da garrafa. Em seguida, corte uma janela na lateral do recipiente na parte intermediária. Para preparar o substrato que fica no fundo, vários materiais podem ser utilizados como, por exemplo, argila expandida e pedra britada, mas como a sugestão é um vaso suspenso, a escolha do material é importante. Neste caso usaremos isopor para ficar mais leve. 
Cubra o fundo da garrafa com pedaços de isopor; em seguida corte em círculo a manta de drenagem e coloque sobre o isopor cobrindo-o totalmente. O círculo deve ter o diâmetro um pouco maior que o diâmetro da garrafa.
Em um recipiente separado, prepare a terra. Para este tipo de plantio ela deve ser composta por 50% de terra comum e 50% de terra preta. Preencha a garrafa PET até a metade com o preparado. Coloque sua hortaliça e ajeite bem, a seguir, adicione mais um pouco. Para que o solo fique firme, dê uma leva batidinha sob a mesa; este movimento fará a terra se assentar. Complete com mais um punhado até ficar um dedo abaixo da altura da ‘janela’. Este espaço é importante para que a água não transborde quando a hortaliça for regada. Para finalizar, faça um gancho com o arame e amarre-o no gargalo da garrafa. Confira o vídeo.

Abaixo-assinado PLANTE UMA ÁRVORE, PLANTE UMA VIDA E DÊ UM PRESENTE PARA O FUTURO DO BRASIL!!!


 


Para:POVO BRASILEIRO


PROJETO PLANTE UMA ÁRVORE, PLANTE UMA VIDA e DÊ UM PRESENTE PARA O FUTURO DO BRASIL!!!Para que sejam plantadas ÁRVORES como parte dos esforços de combate às mudanças climáticas e à pobreza!!!Pedindo ao Povo Brasileiro que plantem árvores para enfrentar o aquecimento da Terra e que assumam um compromisso de longo prazo!!! 1.CONSIDERANDO, árvores são derrubadas para virar papel, grande parte sub-utilizada para escrita e impressão ou desperdiçada na forma de embrulhos e embalagens que viram lixo, só de guardanapos de papel o Brasil joga fora 15.000 toneladas por ano; 2.CONSIDERANDO, árvores são derrubadas para virar lenha e servir como combustível muitas vezes para a produção de objetos e embalagens supérfluas e descartáveis que também viram lixo; 3.CONSIDERANDO, árvores são derrubadas para construção de usinas hidrelétricas cuja energia muitas vezes é usada na fabricação de produtos supérfluos e descartáveis que viram lixo; a latinha de alumínio, por exemplo, é um produto que consome muita energia, exigindo instalações de grande impacto ambiental; 4.CONSIDERANDO, árvores são derrubadas para abrir espaço para o próprio lixo. DIANTE DO EXPOSTO verificamos que a mudança climática colocou toda a humanidade diante de uma grande disjuntiva: continuar pelo caminho do capitalismo ou empreender o caminho do respeito á natureza, executando planos de desenvolvimento sustentáveis. O Governo Brasileiro quer reduzir em 72% o índice de desmatamento da Amazônia até 2017.O aumento do número de árvores plantadas é uma importante meta do Plano Nacional sobre Mudanças do Clima, lançado no dia 1o. de dezembro de 2008. A expectativa é passar de 5,5 milhões de hectares para 11 milhões de há em 2017. Os ecossistemas das florestas são responsáveis por 80% do total de absorção do carbono na superfície terrestre.A Amazônia é conhecida como o “pulmão do mundo”, mas, este pulmão está cada dia mais ameaçado pelo desmatamento e pelas constantes queimadas. O desmatamento reduz a evaporação da água das florestas e dos rios. Escassez de água em grande parte é provocada pelo desmatamento que permite a poluição dos rios e suas nascentes.O Código Florestal Brasileiro, através da Lei 4.771/65 define que a mata ciliar tem a função de preservar os recursos hídricos, e ainda assegurar o bem estar da população humana.A Educação Ambiental comemora 31 anos de propostas socioculturais, enfocando a relação entre o ser humano, a natureza e o universo de forma multi e interdisciplinar, ajudando a desenvolver uma consciência ética sobre todas as formas de vida existentes no planeta. A tecnologia e o conhecimento que dispomos hoje podem reduzir consideravelmente o impacto humano nos ecossistemas. Mas, a conscientização ambiental, só é possível com percepção e compreensão da importância do meio ambiente natural em nossa vida. Pequenas ações individuais podem fazer grande diferença neste processo. Plantar uma árvore, por exemplo, é uma atitude muito louvável, mas requer conhecimento, é preciso respeitar seu bioma, não devemos cultivar o mogno no sul do País, sabendo que esta é endêmica da Amazônia. As árvores tem ligação direta com o nível subterrâneo, suas raízes exploram as profundezas. O plantio de espécies exóticas é prejudicial ao meio ambiente, essas espécies podem se multiplicar sem controle, transformando-se numa praga, além de competir desigualmente pelo espaço, chegando até a matar as espécies nativas. Algumas espécies exóticas tem as raízes estruturadas para absorver toda a água que conseguirem, tornando o solo pobre e seco. Antes exercitar sua cidadania, plantando uma árvore, é fundamental conhecer suas características como altura, raiz, queda de folhas, flores e frutos, evitando que ocorra entupimento de bueiro, atrapalhem a fiação elétrica, entre outros problemas.Quem planta hoje uma árvore , esta dando um presente para o futuro, se escolher a muda da espécie adequada, isto é, disseminando a "semente" da consciência ecológica.PLANTE UMA ÁRVORE, PLANTE UMA VIDA, E DÊ UM PRESENTE PARA O FUTURO DO BRASIL!!! 




Os signatários





Este abaixo-assinado encontra-se alojado na internet no site Petição Publica Brasil que disponibiliza um serviço público gratuito para abaixo-assinados (petições públicas) online.
Caso tenha alguma questão para o autor do abaixo-assinado poderá enviar através desta página de contato


Aqui estão alguns dos motivos para você plantar não uma, 
mas várias árvores, e ajudar a natureza!

Uma árvore adulta pode absorver do solo até 250 litros de água por dia. Imagine como elas poderiam ajudar para não ocorrerem tantas enchentes, das quais matam e deixam muitas pessoas sem casas! Junto com toda essa água absorvida, muitos nutrientes de matérias orgânicas (como as fezes dos animais) são absorvidos pelas raízes e transformados através da fotossíntese, em alimento para a toda a planta. Por sua vez, folhas, frutos, madeira e raízes servirão de alimento para diversos seres vivos. Os animais por sua vez, irão defecar o que comeram, e as folhas e frutos que não serviram de alimento caem no solo.
Folhas, frutos e fezes de volta ao solo, e todo o ciclo recomeça.

A camada de folhas que se formam a baixo das árvores, servem de berço para as sementes, e para proteger o solo dos pingos da chuva. Cada pingo de chuva que cai diretamente no solo, causa erosão. A erosão do solo pode ser prejudicial em vários casos:
Em rios: A erosão leva terra e areia para o leito (fundo) do rio, fazendo com que o rio fique mais raso, com menor capacidade de guardar água, causando a falta de água nos meses de pouca chuva, além da morte dos peixes.
Para o Solo: A erosão leva embora as sementes que poderiam germinar e recompor a vegetação natural. Ou seja, solo desprotegido tende a continuar desprotegido.
Para os animais: A erosão pode levar embora ninhos de animais que os fazem no chão, e tampar os de diversos outros animais, matando os filhotes que estão dentro. Além do mais, sem vegetação e frutos para alimenta-los, eles vão embora ou morrem de fome.
Para os lençóis freáticos: Os solos sem vegetação, por não terem raízes e minhocas para deixa-lo fofo, não tem uma boa absorção de água. Além do mais, como não há barreiras para a água, ela vai embora rapidamente, não dando tempo para a água da chuva penetrar no solo. Com isso os lençóis freáticos secam, acabando assim com muitos rios e conseqüentemente com nossa água potável.
A copa das árvores também protege o solo da chuva direta, sem contar que suas raízes seguram firmemente o solo. As raízes de árvores que estão nas beira de rios, aparecem as vezes dentro do rio, parecendo cílios. Essas raízes além evitarem a erosão, servem de casa para muitos animais. Por causa destes cílios, a mata próxima aos rios é conhecida pelo nome de Mata Ciliar.
Uma árvore pode transpirar por suas folhas, até 60 litros de água por dia. Este vapor se mistura com as partículas de poluição do ar, e quando se acumulam em nuvens, caem em forma de chuva. Portanto, as árvores ajudam também na retirada de poluentes do ar! Além do mais, este vapor ajuda a equilibrar o clima da região. Isso é facilmente percebido em parques e floretas que tem seu clima mais fresco.
Outro ponto que podemos notar até mesmo em parques no meio de grandes cidades, é o silêncio! As árvores formam uma parede que impede a propagação dos ruídos. Cercas vivas estão sendo muito utilizadas hoje em dia para criar ambientes mais silenciosos e aconchegantes (além de bonitos).
Se ainda assim, você ainda não se convenceu de que deve plantar árvores 
espere para saber mais...

Sombra: ah que delícia uma boa sombra ! Não é ? Bem, se levarmos em conta a devastação e a não preocupação do reflorestamento, pode se preparar para sair de casa de guarda sol, pois a previsão é de que em 2030 nossas matas vão acabar !
Madeira: Se você não tem nada de madeira na sua casa pode enviar seu nome para colocarmos no livro dos recordes. O mercado madereiro é um dos que mais cresce no Brasil. Muitas empresas são clandestinas, e pouca gente se preocupou em saber se a madeira que está comprando é autorizada ou não. Se você usa madeira, por que não ajudar plantando ?
Papel: Não sei se você sabe, mas não há no mundo país que tenha um substituto para o papel vindo da madeira de árvores, sendo produzido em larga escala ! Preocupante ? Então imagine quantas árvores você já usou e vai usar só com papel !
Oxigênio: Você respira ? Bem, pode não conseguir mais daqui alguns anos. A poluição gerada pelas grande cidades estão desequilibrando a quantidade de oxigênio no mundo ! E uma novidade: Estudiosos afirmam que florestas muito antigas, que já atingiram seu equilíbrio, produzem a mesma quantidade de gás carbônico (liberado a noite) que a de oxigênio. E que florestas jovens, para poder crescer, liberam muito mais oxigênio do que gás carbônico. Isso significa que plantar uma árvore é produzir oxigênio !
Frutas: Quem não gosta de uma boa fruta ? Mas não pense que elas são produzidas em laboratório. Elas chegam à sua mesa, pois árvores às produziram. E se você fizer as contas deve ter gasto com frutas o bastante para ter mais de 100 pés de cada fruta que você gosta. Mesmo porque o gasto em se ter uma árvore é quase zero.
Fauna: Que delícia ouvir o canto dos pássaros logo de manhã ! Pois então ! Plante uma árvore perto de sua casa e ouça o resultado! Se você estiver em zona rural, ou próximo à alguma floresta, ainda poderá receber a visita de diversos animais da fauna brasileira.

sexta-feira, 16 de março de 2012

USA: ACTUAR EN LA FICCION DE POLICIA NO ES LO MISMO QUE SER POLICIA Written by Ten. Miguel Angel Sileo


Steven Seagal, denunciado por su trabajo como policía
El actor, que protagoniza su propio reality como agente de la ley, fue demandado por allanar ilegalmente la casa de un hombre acusado de criar gallos de pelea. Luego se supo que los animales eran para exhibición…
EL ACTOR PROTAGONIZA UN REALITY QUE EXHIBE SUS ANDANZAS COMO POLICIA.
El actor Steven Seagal y la oficina de policía del condado Maricopa fueron demandados por el arresto de un hombre en 2011 en Phoenix, durante un operativo que fue organizado para su reality show.

Jesús Llovera dijo que Seagal y los agentes allanaron ilegalmente su casa porque pensaban que estaba criando gallos de pelea. Llovera aseguró que las aves que estaban en su propiedad eran para exhibición y no para pelear.

La demanda civil pide a un jurado determinar una indemnización económica no especificada.

El Arizona Republic reportó el jueves que la oficina de policía de Maricopa participaba en la producción del programa televisivo “Steven Seagal: Lawman'' que sigue las andanzas del actor como agente de la ley.

La oficina del alguacil insiste en documentos judiciales que el uso de un tanque, un robot de desactivación de bombas y 49 agentes para el programa formó parte de sus tareas comunes.
LAS MALVINAS SON ARGENTINAS !!!
Skype: grupo.mundial.de.policias



Steven Seagal, denunciado por seu trabalho como policial
O ator, que protagoniza sua própria realidade como um policial, foi processado por invadir ilegalmente a casa de um homem acusado de criar galos de briga. Mais tarde se soube que os animais foram para o show ...
REALIDADE é estrelado por um ator que mostra como POLÍCIA suas aventuras.
O ator Steven Seagal e do escritório do Condado de Maricopa policiais foram processados ​​para a prisão de um homem em 2011 em Phoenix, durante uma operação que foi organizada para seu reality show. Jesus Llovera disse Seagal e os agentes revistaram sua casa ilegalmente porque eles achavam que criava galos de briga. Llovera disse que as aves estavam em sua propriedade foram para exibição e não para lutar. A ação pede a um júri para determinar uma indenização não especificada monetária. The Arizona Republic noticiou quinta-feira que o ofício de polícia Maricopa envolvidos na produção de TV show "Steven Seagal:.'' Lawman que segue as aventuras do ator como um agente da lei O escritório do xerife insiste em documentos judiciais que o uso de um tanque, um robô antibomba e 49 policiais para o programa fazia parte suas tarefas comuns.







AS MALVINAS argentinos são!
Skype : grupo.mundial.de.policias

NOVO: